quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Santiago do Chile - Zoológico e Cerro San Cristobal

Meu último dia em Santiago! Os amigos que conheci durante essa viagem já voltaram para casa ou foram visitar outros destinos. Começava a bater aquela nostalgia em saber que teria que ir embora, deixar os momentos que vivi aqui pra traz... Na verdade carregarei cada detalhe, cada amigo, cada lugar em minha mente, minhas fotos e em meu coração.

Decidi acordar um pouco mais tarde, pois a noite anterior foi muito intensa, com muita dança e diversão. Meu corpo estava realmente cansado!

Já que não teria tanto tempo para conhecer lugares mais distantes, decidi conhecer o zoológico que fica no Cerro San Cristobal, o qual era bem pertinho do Hostel.

O dia estava lindo, temperatura agradável, sol maravilhoso! Peguei o bondinho e subi até o zoológico. Bem estruturado, organizado, com animais diferentes e que eu somente conhecia através da TV.




O único problema do zoológico foi o banheiro. Praticamente todos estavam em reforma, ou seja, teria que enfrentar fila. Como não estava a fim de ficar na fila, tive que me segurar durante todo o passeio!

A cada passo que eu dava no zoológico, me dava uma certa alegria e tristeza ao mesmo tempo. Alegria por poder ver ao vivo várias espécies de animais, e tristeza por ver aqueles animais enjaulados, sem saber o motivo de estarem ali, como chegaram ali, se aquilo lhes fazia bem. Deve ser estranho estar em uma jaula e várias pessoas perturbando teu sono, te olhando sem te dar sossego.








Ultimamente tenho ficado confusa e entrado em conflito sobre o real significado de um zoológico. Preservação ou clausura? Essa falta de liberdade me faz sentir um embrulho no estômago. Algo a se pensar.

Decidi dar andamento ao passeio, saindo do zoológico e indo até o topo do Cerro San Cristobal. O visual é fantástico! Ver Santiago do alto, nos dá a real noção do tamanho dessa encantadora cidade! Admirar uma metrópole cercada pelas montanhas é algo indescritível. Lá de cima, o silêncio predomina e te faz refletir sobre tudo, sobre a vida, amores, amizades, família, Deus, trabalho, viagens.

Santiago do Chile
Passado o momento de reflexão, fui visitar o "Santuário de la Inmaculada de Concepción", uma capela no topo do Cerro, e estava tendo uma missa. Entrei e aproveitei para agradecer a Deus por ter me dado a oportunidade de novamente viajar, conhecer lugares e pessoas maravilhosas!

Além do santuário, você pode vislumbrar a estátua de Nossa Senhora de Imaculada de Conceição e de Jesus Cristo na cruz.





Como o tempo estava curto, desci o Cerro de bondinho e fui almoçar em um restaurante indicado por amigas chamado "Como Água para Chocolate". Comi um salmão que estava uma delícia! Vale a pena conferir, porém prepare o bolso, pois esse restaurante é caro!




E foi assim que cheguei ao fim dessa linda viagem, a qual tinha tudo pra dar errado, mas no fim se transformou em conhecimento, amizade, paisagem, reflexão, música, comida, bebida, brinde, alegria!

Como em toda viagem, o lugar, a paisagem fazem dela algo mágico, mas a cereja do bolo é sempre o ser humano. Portanto quero agradecer as minhas cerejas que tornaram os meus dias especiais: Barbara, Thais, Thaisa, Ricardo, Gabriel, Salvador, Ariel, Alexis, Mariana, Fernando, Maria Clara, Jessie, Marco, Alemão maluco, Danilo e aos que não sei os nomes, mas que muitas vezes com um simples sorriso, uma simples conversa, me fizeram sentir o delicioso sabor da vida!
Obrigada por tudo!

Até o próximo post!

Novos amigos!