segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Santiago do Chile - Valparaíso e Viña del Mar

Esse foi um dia que eu decidi conhecer dois lugares que muitos turistas comentam - Valparaíso e Viña Del Mar. Um carro da agência de turismo veio me buscar para me levar ao local de encontro para que pudéssemos embarcar no micro-ônibus que nos levaria até Viña Del Mar e depois Valparaíso, para os íntimos, mais conhecida como Valpo (na verdade para os mais preguiçosos, como eu).
Chegando ao local de encontro, sentei na janela e ao meu lado veio um senhor muito simpático que é brasileiro, mas vive há muitos anos na África do Sul e que estava no Chile a trabalho. O mesmo trabalha com mineração.
De Santiago até Viña, são aproximadamente 120 km, ou seja, a presença daquele senhor foi fundamental para que eu pudesse conversar com alguém e passar o tempo! O caminho é muito bonito, passando por algumas vinícolas, as quais dava para ver de dentro do ônibus. O dia estava sensacional!

Viña a Vista!
Primeira parada foi para conhecer o famoso Relógio de Flores, inaugurado em 1962 e é considerado o principal cartão postal de Viña. Esse relógio foi construído para dar as boas vindas a Copa do Mundo de 1962. Achei o relógio uma graça e super indico para quem queira dar uma olhadinha no seu visual.

Relógio de flores
 

Como o nosso dia ia se dividir em dois locais, não tínhamos muito tempo para apreciar tudo. Esse foi um dos pontos baixos em visitar dois lugares em um único dia.
Regressamos ao micro-ônibus para dar andamento ao tour.
Viña del Mar é um lugar muito gostoso de se visitar, creio que valeria a pena ficar um dia inteiro, para poder curtir cada detalhe, inclusive a praia.

Belezas pelo caminho
Próxima parada seria o Palácio Vergara e o Museu Nacional de Belas Artes. Descemos e na companhia do meu amigo (Brasil - África do Sul), podemos caminhar em volta do palácio, que possui um espaço arborizado bem gostoso para descansar. Infelizmente, não foi possível entrar no palácio, pois creio que estava em reforma, algo do tipo.

Palácio Vergara

Palácio Vergara

Jardim do Palácio
A sua arquitetura veneziana dá um charme especial. Esse palácio foi construído sob ordens de Blanca Vergara, filha do fundador de Viña Del Mar. O Museu de Belas Artes encontra-se no local. Possui também um anfiteatro ao ar livre onde ocorrem alguns festivais. O mesmo também estava em reforma.

Anfiteatro ao ar livre

Arquibancadas do anfiteatro

Palco do anfiteatro



Como o tempo era curto, tivemos novamente que correr para o micro-ônibus para darmos andamento ao tour. Vou confessar que foi bem cansativa e chata toda essa correria para poder conhecer tudo em um dia!

Paramos para visitar o Museu Fonck e mal pude acreditar que em frente tinha algo que eu sempre quis ver, um Moai!!! Porém meu sonho seria conhecer na Ilha de Páscoa, mas tudo bem, pois o Moai de Viña Del Mar é autêntico! Já deu pra sentir o gostinho bom de ver aquela maravilha!

Moai


Museu Fonck

Para quem não conhece, Moai são estátuas gigantes construídas por volta do ano de 1.200, pelo povo Rapa Nui, os primeiros habitantes da Ilha de Páscoa.

Depois de algumas fotinhos do Moai, de entrar no Museu e conhecer um pouco sobre peças arqueológicas e etnográficas relacionadas a Ilha de Páscoa, voltamos a nossa correria do dia. Agora nosso destino seria almoçar em um restaurante já conhecido da nossa agência de turismo e que nos dava um desconto básico.

Belezas pelo caminho

Belezas pelo caminho
Após o almoço, tínhamos 20 minutos para curtir a praia. Vocês não estão loucos, tínhamos realmente míseros 20 minutos para curtir a praia! Isso me enlouqueceu! Nem deu tempo de tirar a roupa, ficar de biquíni e pegar um bronzeado. Se eu soubesse disso não teria almoçado no restaurante e sim comido qualquer coisa na praia, para aproveitar um pouco mais. Mas paciência!

A praia de Viña é uma delícia, a água é bem geladinha, mas se eu tivesse tempo, com certeza daria um mergulho básico para renovar as energias! Me contentei em molhar somente os pés.

Praia de Viña Del Mar

Amo muito tudo isso!

Seria ótimo se hospedar em algum hotel aí, hein?



Voltei ao ponto de encontro e do nada me aparece um cara para me oferecer uma foto. Quando fui ver ele tinha me fotografado junto com o Moai sem nem ao menos eu perceber! Lógico que fiquei encantada e acabei comprando! Não me arrependi, pois ficou linda mesmo!

Surpresa!
Na mesma correria fomos em direção a Valpo, que fica uns 10 km de Viña. Tinha na minha mente que eu ia me encantar com o lugar, mas me decepcionei! Talvez eu não tenha tido tempo para desbravar o melhor de lá.
Valpo me lembrou Caminito na Argentina por possuir muitas casinhas coloridas. Suas ruas possuem muitas subidas e descidas, pois fica em um morro. Na verdade é uma cidade portuária, mal cuidada, onde as casinhas estão caindo aos pedaços. Creio que um projeto de revitalização cairia muito bem.



Sair de uma cidade charmosa como Viña Del Mar e me deparar com Valparaíso, me deixou assustada! Descemos de "bonde" para que pudéssemos ir até o porto. 

Bondinho

Prestando um pouco mais de atenção aos detalhes do lugar, comecei a encontrar belezas que me deixaram um pouquinho mais aliviada, porém ainda não encantada por completo.


Belezas pelo caminho

Sem muito o que fazer, devido ao tempo limitado, decidi fazer um passeio de barco. Outra decepção! Imaginei que nosso passeio fosse mais longo e que pudéssemos ter uma visão mais ampla de Valpo, porém somente damos uma voltinha básica para ver alguns leões marinhos que estava simplesmente mortos de sono e nada mais! Dinheiro jogado fora. Com certeza perdeu uma ótima oportunidade de me conquistar!


Estão sonados!


Apesar das consecutivas decepções, posso dizer que Valpo tem o seu charme, pena que não pude me aprofundar mais para descobrir quais são...

Belezas pelo caminho
Sem muita opção voltamos para Santiago.

Para que meu dia não fosse marcado pelas decepções que tive, eu e a Mariana, aquela mineirinha que conheci em Valle Nevado, decidimos curtir a noite com aquele ingresso Vip na tal balada!

Como Mariana estava hospedada em um Flat mais próximo da balada, decidi ir de metrô até o Flat. Isso era uma 23 hs. Tomamos um táxi para chegar ao local. Chegando na entrada, parecia que estava tudo fechado, somente com um segurança na porta. Decidimos conversar com o segurança para saber o que estava acontecendo. Descobrimos que a balada era dentro de um shopping e que em Santiago tudo começava bem tarde! Mas o segurança foi muito gente boa, ficou conversando conosco até descobrir se poderíamos entrar, e entramos!

Simplesmente éramos as primeiras a entrar na balada. Todos que estavam trabalhando no local acharam estranho! Mas não nos acanhamos e decidimos começar a beber pra poder amenizar a situação! hahahahahah.

Um brinde a noite de Santiago
Já fizemos amizade com o barman que era muito gato! Benza Deus! Depois de algum tempo as pessoas começaram a chegar, porém ninguém ia pra pista pra dançar! Como pode isso?

Decidimos beber um pouco mais e estrear a pista de dança. E foi aí que nossa noite começou a bombar! Conhecemos diversas pessoas, dançamos muita salsa, muita música latina! Os chilenos são encantadores, cavalheiros e dançam muito bem de uma forma sensual, quente e empolgante!

Nem um pouco "borrachas"!
E depois de uma noite maravilhosa, sem saber como cheguei no hostel, dormi como um anjo e com a certeza de que mais uma vez tudo dá certo!

Dicas do dia: 1 - Não fazer Viña Del Mar e Valparaíso no mesmo dia. Ficar no mínimo um dia em cada lugar. 2 - Não ir pra balada as 23 hs! Deixar pra ir bem mais tarde!

Até o próximo post!